14.6 C
São Luis
segunda-feira, 26 setembro, 2022
InícioBrasilNiterói abre hoje a série Cidades na Década do Oceano

Niterói abre hoje a série Cidades na Década do Oceano

Publicado em

A preservação do oceano é o tema central da exposição gratuita Niterói na Década do Oceano, que será aberta ao público a partir de hoje (9), às 10h, no Caminho Niemeyer. Promovida pela prefeitura de Niterói e pela Secretaria Municipal das Culturas, a mostra faz parte do projeto Cidades na Década do Oceano, que integra a agenda global da Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável, coordenada pela Comissão Oceanográfica Intergovernamental (COI) da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). A classificação é livre.

A exposição ficará na cúpula do Caminho Niemeyer, até 9 de outubro, devendo seguir, no início de 2023, para o Museu de Arte Contemporânea (MAC), também em Niterói, e para o Rio de Janeiro, em local que ainda está sendo definido. Hoje (8), ocorre a abertura para autoridades, parceiros e colaboradores. O Caminho Niemeyer está localizado na Rua Jornalista Rogério Coelho Neto, sem número, região central de Niterói. A mostra ficará franqueada à visitação de terça a sexta-feira, das 10h às 19h, e aos sábados e domingos, das 9h às 17h.

“Começamos a construir esse projeto a partir da cultura e está estreando em Niterói”, disse o diretor de produção do projeto, Victor Grimoni. Acrescentou que embora tenha nascido como projeto cultural e não ambiental, conseguiu unir várias frentes: social, ambiental, educação, economia. E esse projeto não podia ser diferente”. Grimoni explicou que Niterói foi escolhida para abrir a série por sua vocação natural e seu envolvimento com os mares, os corais, os oceanos. Já existe um grupo de trabalho da Década dos Oceanos em Niterói, boa parte da produção está na cidade e a diretora artística do projeto, Cris Duarte, é niteroiense e tem várias obras na exposição. “Ela tem raiz na cidade”. O projeto tem patrocínio da Lei Municipal de Cultura, a Lei do ISS, e ganhou novos parceiros.

Centro cultural

O Caminho Niemeyer também aderiu ao projeto. A presidente do Grupo Executivo do Caminho Niemeyer, Bárbara Siqueira, lembrou que esta é a segunda vez que a cúpula receberá uma exposição. E reforçou que o espaço está de portas abertas para as artes. “O Caminho Niemeyer é um espaço público, localizado no centro da cidade, e tem como principal objetivo atrair não só os niteroienses, como também os turistas, levando entretenimento, cultura e lazer para todos”, disse. Victor Grimoni afirmou também que o Caminho está usando a exposição, no melhor dos sentidos, para promover sua imagem como centro cultural, um espaço museológico”.

A programação é dividida em cinco frentes: a exposição de quadros da série Mares e Corais, com 37 pinturas da artista visual niteroiense Cris Duarte, e artes digitais; área imersiva com projeções de imagens e sons do oceano; instalação de esculturas feitas com materiais recicláveis; apresentação de performance artística de dança contemporânea, onde artistas transmitem a experiência oceânica da exposição por meio de seus corpos, nos fins de semana, a partir das 16h; e uma extensa agenda de palestras e oficinas sobre ciência oceânica. A programação pode ser acessada aqui .

Fins de semana

Victor Grimoni informou que são várias as atividades oferecidas ao público infantojuvenil e adulto nos fins de semana, das 9h às 17h, além da exposição, como a mini e a meia-maratona. A programação é variada. Os dias 10 e 11 próximos, por exemplo, serão dedicados às crianças, os Jovens Marujos, com contação de histórias e tendas interativas, entre outras atrações.

O fim de semana seguinte é denominado Repensando o lixo e procura mostrar como tornar o cotidiano mais sustentável. Nos dias 24 e 25 de setembro, serão comemorados os 30 anos do Laboratório de Mamíferos Aquáticos e Bioindicadores da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Maqua-Uerj), com destaque para a Vida Marinha.

No sábado seguinte (1º/10), véspera do primeiro turno das eleições, o foco será o Cinema do Mar, com exibição de vários filmes, no auditório. O último fim de semana, nos dias 8 e 9 de outubro, será dedicado às Soluções Pro Oceano que Queremos, com mesas redondas envolvendo especialistas das secretarias do Meio Ambiente e do Clima, da Companhia de Limpeza Urbana de Niterói. Todo o material será gravado e disponibilizado no You tube para quem não puder comparecer.

Conscientização

Cris Duarte acredita que a arte assume importante papel nesse projeto, como um dos canais para transmitir ideias e informações e despertar no público a conscientização sobre a questão da preservação dos oceanos. Em suas obras, a artista explora temas como praia, mar revolto, céu, recife de corais, reflexo da água e veleiro em alto-mar.

“A ideia é que as pinturas gerem no público um sentimento de amor pelos oceanos. Quero usar a arte para chamar a atenção para este tema maior, que é a sustentabilidade, e que envolve ciência, política, tecnologia e ações governamentais”, disse Cris.

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Últimas notícias

Você pode gostar