20.4 C
São Luis
segunda-feira, 6 fevereiro, 2023
InícioBrasilRetrospectiva 2022: confira as principais notícias de julho

Retrospectiva 2022: confira as principais notícias de julho

Publicado em

O mês de julho foi marcado por crimes que chocaram a opinião pública. No dia 9, uma discussão sobre política levou ao assassinato do guarda municipal Marcelo Aloizio de Arruda, em Foz do Iguaçu (PR).

Ele era tesoureiro do PT e comemorava seu aniversário de 50 anos, no momento do crime. O autor dos tiros, o policial penal federal Jorge Jose da Rocha Guaranho, foi internado em estado grave. O crime não foi classificado como político.

O vereador do Rio de Janeiro e youtuber Gabriel Monteiro (PL) virou réu no processo em que é investigado pelos crimes de importunação e assédio sexual contra uma ex-assessora, de 26 anos de idade.

No dia 10, o anestesista Giovanni Quintella Bezerra foi preso em flagrante por estupro de vulnerável de uma paciente sedada. O médico executou o ato durante uma cesariana no Hospital da Mulher Heloneida Studart, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense.

Assista na TV Brasil

No fim do mês, o Brasil conheceu o caso de uma mulher e dois filhos que foram libertados após passar 17 anos em cárcere privado. Segundo a Polícia Militar (PM), os três foram encontrados amarrados em sua casa no bairro de Guaratiba (RJ). 

CoronaVac para os pequenos

No dia 13, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) trouxe uma boa notícia para os pais das crianças: a autorização para aplicação emergencial da vacina CoronaVac em crianças de 3 a 5 anos de idade.

Ouça na Radioagência Nacional

Chegada de 59.800 doses da vacina CoronaVac (17.03.2021)
Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF
Chegada de 59.800 doses da vacina CoronaVac (17.03.2021)
Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

Chegada de 59.800 doses da vacina CoronaVac (17.03.2021) Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF – Breno Esaki/Agência Saúde DF

Política

No dia 12, foi aprovada a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2023. O principal ponto da LDO dizia respeito à execução das chamadas emendas do relator-geral do Orçamento (RP9), que somam R$ 16,5 bilhões, mas podem chegar a R$ 19 bilhões no ano que vem. Inicialmente, o projeto trazia a obrigatoriedade da execução dessas emendas, mas depois de várias críticas a essa obrigatoriedade, o relator senador Marcos Do Val (Podemos-ES), mudou de ideia.

No dia 14, foi promulgada a Emenda à Constituição que prevê a criação de um estado de emergência para ampliar o pagamento de benefícios sociais até o fim do ano. Muitos parlamentares de oposição terem considerado eleitoreira a proposta

ONU

O Brasil assumiu a presidência rotativa do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) no dia 1º. O país ficará no comando do principal órgão multilateral responsável pela paz e segurança internacionais por todo o mês de julho. Este é o 11º mandato eletivo do Brasil durante o biênio 2022-2023.

A ONU também informou, no dia 11, que a expectativa de vida global ao nascer caiu para 71 anos em 2021, abaixo dos 72,8 em 2019, interrompendo uma sequência de cinco de décadas de crescimento. A informação saiu em relatório sobre as perspectivas populacionais em 2022.

Caixa

A economista Daniella Marques Consentino teve o nome aprovado no primeiro dia do mês pelo Comitê de Elegibilidade da Caixa Econômica Federal e assinou o termo de posse como presidente da Caixa.

Ex-secretária especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, Daniella Consentino substituirá Pedro Guimarães, que pediu demissão no dia 29 de junho, após denúncias de assédio sexual que estão sendo investigadas pelo Ministério Público Federal e pelo Ministério Público do Trabalho. Ele negou as acusações na carta de renúncia.

Secretária Especial de Produtividade e Competitividade, Daniella Marques Consentino, é a entrevistada no programa A Voz do Brasil
Secretária Especial de Produtividade e Competitividade, Daniella Marques Consentino, é a entrevistada no programa A Voz do Brasil

Secretária Especial de Produtividade e Competitividade, Daniella Marques Consentino, é a entrevistada no programa A Voz do Brasil – Valter Campanato/Agência Brasil

Mortes

O ex-ministro da Cultura Sergio Paulo Rouanet morreu no dia 3, no Rio, aos 88 anos. Ele foi o autor da Lei de Incentivo à Cultura e, juntamente com sua mulher, a filósofa de origem alemã Barbara Freitag, fundou o Instituto Rouanet.

Rouanet foi ministro da Cultura e criador de lei de incentivo ao setor
Rouanet foi ministro da Cultura e criador de lei de incentivo ao setor

Rouanet foi ministro da Cultura e criador de lei de incentivo ao setor – Guilherme Gonçalves / Arquivo ABL

O cardeal Dom Cláudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo, morreu no dia 4, em São Paulo, aos 87 anos. A informação foi confirmada, em nota, pelo cardeal Dom Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo.

Segundo a nota, ele morreu “após prolongada enfermidade, que suportou com paciência e fé em Deus”.

O ator norte-americano James Caan, que interpretou o gângster Sonny Corleone no filme de máfia O Poderoso Chefão, morreu aos 82 anos, afirmou a família dele em um comunicado no dia 7.

O ex-presidente de Angola José Eduardo dos Santos, que governou o segundo maior produtor de petróleo da África por quase quatro décadas, morreu aos 79 anos no dia 8, disse o gabinete da Presidência do país.

A atriz Maria Fernanda, filha da poetisa Cecília Meireles, morreu no dia 30, no Rio de Janeiro aos 96 anos. Ela estava internada na Casa de Saúde São José, no bairro Humaitá, na zona sul da capital fluminense. Segundo informou a unidade médica, ela não resistiu a uma pneumonia bacteriana.

Internacional

Ataque a shopping na Dinamarca
Ataque a shopping na Dinamarca

Ataque a shopping na Dinamarca – Reuters/RITZAU SCANPIX/Direitos Reservados

No início do mês (3) várias pessoas morreram durante tiroteio em um shopping center de Copenhague, Dinamarca. A polícia prendeu um dinamarquês de 22 anos. 

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, renunciou ao cargo no dia 7, atendendo aos pedidos de ministros e parlamentares do Partido Conservador. “O processo de escolha do novo líder deve começar agora”, disse Johnson à porta do número 10 da Downing Street, a residência oficial do governo.

No dia 8, o ex-primeiro-ministro japonês Shinzo Abe foi baleado durante comício na cidade de Nara, perto de Quioto e morreu. Shinzo Abe, de 67 anos de idade, foi primeiro-ministro do Japão de 2006 a 2007 e, mais tarde, de 2012 a 2020. Foi o líder japonês com maior longevidade no cargo. O presidente Jair Bolsonaro lamentou a morte de Abe.

Assista na TV Brasil

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Últimas notícias

Você pode gostar