20.5 C
São Luis
quinta-feira, 6 outubro, 2022
InícioEsportesApós prata olímpica, Brasil estreia quarta em Mundial de Boxe Feminino

Após prata olímpica, Brasil estreia quarta em Mundial de Boxe Feminino

Publicado em

A campanha do Brasil no Mundial de Boxe Feminino, evento mais importante da modalidade após a Olimpíada de Tóquio, começa às 8h (horário de Brasília) desta quarta-feira (11). A primeira representante do país no Mundial em Istambul (Turquia) será Jucielen Cerqueira Romeu (categoria até 57 quilos), medalha de prata em 2019 no Pan-Americano de Lima (Peru). A baiana Beatriz “Bia” Ferreira (60kg), atual detentora do título mundial e vice-campeã olímpica ano passado, estreia quinta (12), também às 8h. As lutas com pugilistas brasileiras terão transmissão ao vivo no Canal Olímpico.

Jucielen Romeu é prata no boxe, categoria 54-57kg, nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019.
Jucielen Romeu é prata no boxe, categoria 54-57kg, nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019.

Prata no Jogos Pan-Americanos de Lima (2019) e representante do país na Olimpíada de Tóquio ano passado, Jucielen estreia no Mundial contra a queniana Akoth Ouma, às 8h desta quarta (11) – Pedro Ramos/ rededoesporte.gov.br

Além de Jucielen e Bia, a delegação nacional conta também com Caroline Almeida (52 kg) e Viviane Pereira (75 kg). O Mundial Feminino de Boxe teve início ontem (9), após hiato superior a dois anos em razão da pandemia de covid-19. A competição, com 419 atletas de 93 países, segue até o próximo dia 20 na capital turca.

Primeiros confrontos

Paulista de Rio Claro, Jucielen estreia no ringue às 8h desta quarta (11) contra a queniana Akoth Ouma. Na sequência, a partir do meio dia, será a vez da pugilista pernambucana Caroline Barbosa Almeida (52 kg) encarar a russa Angelina Lukas, que compete no Mundial pela equipe de refugiados.

Na quinta (12), às 8h, a atual campeã Bia Ferreira fará a primeira luta contra Badmaarag Ganzorig, da Mongólia. Já a conterrânea Viviane Pereira (75 kg) estreará no Mundial apenas ao meio-dia de sábado (14), contra a vencedora do duelo entre representantes de Turquia e Cazaquistão.

Fonte: Agência Brasil

Comentários

Últimas notícias

Você pode gostar