Flamengo bate o Al-Hilal e é finalista do Mundial de Clubes

Gols da vitória por 3 x 1 em Doha, no Catar, foram marcados por Al-Dawsari, Arrascaeta e Bruno Henrique. Al-Bulayhi fez contra

Leia Também

Aprovado regulamento do novo concurso público do TJ/MA

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) aprovou, em sessão plenária administrativa extraordinária, nesta segunda-feira (15), resolução que trata...

Conselho da Justiça Federal aprova novos concursos para cargos em TRFs

O Conselho da Justiça Federal (CJF) autorizou que até 300 cargos em todos os Tribunais Regionais Federais (TRF) sejam...

Morte de Bita do Barão ganha destaque no Jornal Nacional

A morte do pai de santo Bita do Barão foi destaque no Jornal Nacional desta quinta-feira (18). A morte...

O sonho do bicampeonato mundial segue vivo para o Flamengo. Depois de sair atrás no placar, o Rubro-Negro teve atuação soberba no segundo tempo para virar sobre o Al-Hilal por 3 x 1 e se garantir na final do Mundial de Clubes. Gols da vitória por 3 x 1 em Doha, no Catar, foram marcados por Al-Dawsari, Arrascaeta e Bruno Henrique. Al-Bulayhi fez contra. Agora, o time carioca espera o vencedor da partida entre Liverpool (ING) e Monterrey (MEX), que se enfrentam nesta quarta-feira (18/12/2019). A grande decisão do Mundial de Clubes será disputada neste sábado (21/12/2019), a partir das 14h30.

O Flamengo terá como titulares Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís, Willian Arão, Gerson e Arrascaeta; Éverton Ribeiro, Bruno Henrique e Gabigol. A Arábia Saudita, por sua vez, lançará um time com as principais estrelas disponíveis, como o italiano Sebastian Giovinco, poupado para o encontro diante dos tunisianos na quartas de final. Assim, o Al-Hilal vai a campo com: Al-Muaiouf; Al-Burayk, Jang Hyun-Soo, Al-Bulayhi e Al-Shahrani; Cuéllar, Kanno, Carlos Eduardo, Carrillo e Al-Dawsari; Kharbin.

O jogo

A partida começou estudada por parte das duas equipes. Com uma marcação alta, o Al-Hilal se aproveitou do fato de já ter entrado em campo para criar melhores oportunidades. Em 12 minutos, o time árabe já havia conquistado três escanteios. Aos 14 minutos, Gerson por muito pouco não abriu o placar. Após rebote, o Coringa bateu de perna esquerda e quase acertou a meta de Al-Muaiouf. A bola, entretanto, saiu à esquerda do gol.

No lance seguinte, foi o Al-Hilal quem quase vazou a meta de Diego Alves. Em jogada individual, Giovinco ficou cara a cara com o goleiro do Flamengo, que saiu bem da meta para fazer importante intervenção. No rebote, Gomis artilheiro do time árabe, isolou a bola e desperdiçou chance clara.

O primeiro gol do jogo foi dos árabes. Em jogada rápida pelo lado direito, Al-Dawsari, de perna direita, abriu o placar. Diego Alves até foi na bola, mas não conseguiu impedir o gol do Al-Hilal.

Atrás no placar, o Flamengo demonstrou nervosismo em campo. Bruno Henrique, já advertido com cartão amarelo por conta de uma falta aos 19 minutos, se irritou com a arbitragem e passou a reclamar. Gerson, até então pouco eficiente no duelo, também fez falta dura e correu risco de ser penalizado. O árbitro da partida, porém, preferiu conduzir o jogo baseado no diálogo com os jogadores.

2º tempo
O Flamengo não demorou a empatar a partida. Em jogada bem trabalhada logo aos 3 minutos da etapa complementar, Arrascaeta recebeu passe açucarado para igualar o placar e dar um pouco mais de tranquilidade para o Rubro-Negro em campo.

O gol de Arrascaeta fez com que a partida fosse disputada em ritmo mais lento. Os antes velozes contra-ataques dos árabes deram lugar a um estilo estudado de jogo, buscando rodar a bola para encontrar espaços na zaga rubro-negra. O Flamengo, porém, não conseguiu impor o estilo pretendido. Mesmo com a habilidade do time carioca, os comandados de Jorge Jesus não conseguiram voltar a vazar a meta do Al-Hilal.

Aos 32 minutos, quando o jogo se encaminhava para o empate, Diego iniciou jogada, achou Rafinha que, com perfeição, levantou a bola na área e viu Bruno Henrique sozinho. O camisa 27 testou firme, sem chances para Al-Muaiouf, que ainda voou na tentativa de impedir a virada, mas viu a bola morrer no fundo da rede.

Com a fatura praticamente liquidada, o Al-Hilal ainda perdeu Carrillo, expulso. O jogador foi desarmado por Arrascaeta e revidou com um pontapé no uruguaio. Como punição, o jogador do time árabe recebeu o cartão vermelho direto.

Pouco depois, Al-Bulayhi, contra, marcou o terceiro gol do Flamengo no jogo, dando números finais ao confronto.

Leia outras notícias em MA24Horas.com. Siga, também, o MA24Horas no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Blog por meio do WhatsApp pelo telefone (99) 9 8413-7126.

Últimas notícias

PRF encerra o Curso de Formação Profissional 2019

Arquibancadas lotadas e corações acelerados, sob forte emoção, para a formatura dos mais de mil alunos do Curso de...

Marido e mulher morrem com 20 minutos de diferença entre eles depois de passarem 70 anos juntos

O homem e a mulher norte-americanos que viveram juntos durante 70 anos morreram com 20 minutos de diferença entre os dois no estado de...

Deputados do PSL vão ao TSE pedir desfiliação sem perder mandato

Vinte e cinco parlamentares da ala bolsonarista do PSL entraram nesta terça-feira (17/12/2019) com uma ação declaratório de justa causa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para pedir...

Alô Polícias Militar e Civil!! Ladrões estão praticando roubos em várias Chácaras em Barra do Corda

Uma quadrilha vem provocando inúmeros assaltos em várias Chácaras nos últimos meses em Barra do Corda, com destaque, para àquelas próximas ao Abacaxi. Em uma...

TCU determina que patrimônio deixado pelo ex-prefeito Nenzin de Barra do Corda devolva aos cofres públicos quase R$ 1,5 milhão

O Tribunal de Contas da União determinou no início deste mês de dezembro que, o patrimônio de bens deixado pelo ex-prefeito de Barra do...

Notícias Relacionadas